Notícias

Restos mortais são encontrados em estômago de jacaré

01/08/2017 - Geórgia Milhomem/Governo do Tocantins

Uma equipe de mergulhadores da 1ª Companhia do Corpo de Bombeiros Militar de Gurupi estava desde o último sábado, 29, nas buscas por Adilson Bernardes de Oliveira, de 47 anos. O homem teria desaparecido em uma fazenda, a 20 km do capão do Coco, na Ilha do Bananal, no município de Lagoa da Confusão. A vítima estava acampada às margens do Rio Javaé.

Ao chegarem ao local, os bombeiros se deslocaram até a beira do rio, onde localizaram alguns pertences da vítima. Os militares realizaram varredura na água, mas sem vestígios da pessoa desaparecida. Após buscas iniciais, os bombeiros fizeram ainda uma busca a pé, seguindo a margem do rio por dentro da mata fechada.

Na manhã de domingo, 30, os bombeiros continuaram as buscas por embarcação por cerca de 1h30 e, em seguida, realizaram mergulho na região. “Fui muito difícil e perigoso porque, no local, havia presença de vários animais como jacaré-açu, arraias e piranhas. Fizemos uma busca a cerca de 4 metros de profundidade, mas, neste local, a água é turva, sem nenhuma visibilidade. Talvez esse trabalho tenha sido um dos mais difíceis e arriscados da minha carreira”, destacou o sargento Ronaldo Barbosa, que atuou na ocorrência em parceria com o soldado Bruno Teixeira.

Ainda no domingo, depois de esgotadas todas as possibilidades de busca, por volta das 13 horas, algumas pessoas que estavam no local capturaram um jacaré que apresentava grande inchaço na região abdominal. O animal foi morto e, dentro do estômago, foram encontrados ossos que aparentaram ser de um humano.

Os militares acionaram o Instituto Médico Legal (IML) que, por conta do difícil acesso, chegou ao local por volta das 2 horas da madrugada dessa segunda feira, 31. O material coletado foi encaminhado para o IML de Palmas para análise.

Compartilhe esta notícia