Notícias

Alunos do Cemil visitam Centro Histórico de Porto Nacional

10/10/2018 - Nara Moura/Governo do Tocantins

Durante toda essa quinta-feira, 30, 55 estudantes do Centro Esportivo Militar do Corpo de Bombeiros, Professora Margarida Lemos (Cemil), localizado em Palmas, participaram de uma expedição pelo Centro Histórico de Porto Nacional. Na oportunidade, os alunos do 7º, 8º e 9º Ano conheceram os museus digital e municipal, além do Núcleo Tocantinense de Arqueologia (Nuta) da Universidade Estadual do Tocantins (Unitins).   

Os alunos contemplados com a visita foram os finalistas do Concurso de Redação 2018 do Cemil e do Projeto de Literatura de Cordel que integram a disciplina de Língua Portuguesa e Literatura. Também participaram da expedição os estudantes que concluíram o curso de Aluno-fiscal, estudantes que ajudam na fiscalização e na disciplina dos alunos durante a rotina da escola.    

“Com a expedição os alunos têm a chance de ir além das aulas teóricas, em salas de aula, e podem visualizar variados elementos históricos que enriquem o seu aprendizado. Eles compreendem a importância de preservarmos a nossa história”, disse o diretor-geral e comandante do Cemil, major Nilton Rodrigues, que acompanhou os alunos na visita.

No Nuta, os estudantes participaram, ainda, de uma palestra sobre preservação dos locais históricos ministrada pela coordenadora-geral do Nuta, Antônia Custódia Pedreira e pelo professor de história do núcleo José Carlos Júnior.

Centro Histórico

O centro histórico de Porto Nacional foi tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), em 2008. A área delimitada abrange cerca de 250 edificações, conjuntos de ruas, largos e praças, incluindo a Avenida Beira Lago e o entorno da Catedral Nossa Senhora das Mercês. Na cidade, destacam-se as edificações construídas pelos freis dominicanos como a Catedral das Mercês, além de espaços públicos e residências.

Nuta

O Núcleo Tocantinense de Arqueologia (Nuta) foi criado pela Fundação Universidade do Tocantins (Unitins) em 1999. É responsável coordenar, desenvolver, orientar e executar estudos e pesquisas na área específica de Arqueologia, na área de Patrimônio Histórico Cultural e Natural e na área de Paleontologia, tendo como apoio técnico/científico as áreas de Antropologia, História, Educação, as ciências do Meio Ambiente (geografia e biologia) entre outras áreas afins.

O Nuta também exerce parceria com o Instituto de Arqueologia Brasileira (IAB), por meio de um convênio firmado para o desenvolvimento de atividades de ensino, pesquisa e extensão. Atua, no Tocantins, na região norte de Goiás e na região sul do Maranhão em projetos e programas de prospecção, monitoramento e salvamento arqueológico e no levantamento e registro do patrimônio histórico e cultural.