Notícias

Corpo de Bombeiros realiza 1º Encontro de Mergulhadores de Segurança Pública do Tocantins

11/10/2018 - Nara Moura/Governo do Tocantins

Bombeiros militares das oito unidades do Corpo de Bombeiros Militar do Tocantins (CBMTO) participam, na manhã desta quinta-feira, 04, do 1º Encontro de Mergulhadores de Segurança Pública do Tocantins. O objetivo principal é discutir os procedimentos de padronização de mergulho com a possibilidade da introdução de novas tecnologias.

Presente ao evento, o comandante-geral do CBMTO, coronel Reginaldo Leandro da Silva, reafirmou o orgulho do Corpo de Bombeiros Militar em ter um efetivo tão especializado em sua tropa. “O mergulho em segurança pública é destinado a poucos profissionais que se entregam, destemidamente, à segunda atividade mais perigosa do mundo”, disse o comandante.

“Estamos reunindo os mergulhadores da instituição para que eles reavaliem seus conhecimentos teóricos e práticos. A atividade de mergulho para a corporação é muito relevante e encontros como este tendem a fomentar a e padronizar a atividade e principalmente contribuir para sua evolução no Estado. Faz-se necessária para que o Corpo de Bombeiros tenha novas padronizações que possibilitem a melhoria do serviço”, disse um dos organizadores e comandante do 3º Batalhão de Bombeiros Militar (3º BBM), em Gurupi, major Maxuell dos Santos de Souza.

Durante o encontro, que acontece na sede da Academia de Formação de Bombeiro Militar (AFBM), localizada do Quartel do Comando Geral (QCG) do CBMTO, serão apresentados aos militares a padronização das operações; a apresentação do protótipo de drone submarino; a propositura de lei para o adicional de compensação orgânica para a atividade de mergulho dos bombeiros e, ao final, o exercício de mergulho prático no Centro de Treinamento Submerso do CBMTO localizado, no lago, na Capital, onde existe um micro-ônibus submerso, espaço de tubo e confinamento para a orientação, treinamento e flutuação dos militares.

De acordo com major Maxuell, a expectativa é que o encontro seja um marco e que aconteça regularmente e aconteça uma vez por ano com a participação de outros Estados.  

Drone submarino

Desenvolvido pelo 3º sargento Caetano Finisterre Buljack da Silva, membro da Coordenação de Telecomunicações e Informática do CBMTO, o drone submarino é um ROV (Remotely Operated Vehicle), ou seja, um veículo submarino operado remotamente, auxiliará os mergulhadores do CBMTO em suas atividades.

“O ROV funciona debaixo da água e pode ser utilizado para explorar um ambiente aquático ou para fazer algum trabalho por meio das garras. Caso uma pessoa se se afogue em um lugar que não seja adequado para o bombeiro mergulhar o drone pode entrar e não se coloca em risco a vida do militar”, explicou o sargento complementando que o ROV consegue também medir a temperatura da água, a direção do deslocamento e controle autônomo de estabilidade.

Ainda segundo o sargento Finisterre, graduado em Sistemas da Informação e pós-graduado em Desenvolvimento para Dispositivos Móveis, quando estiver finalizado, o drone submarino pesará entre 6 e 8 kg o que influencia no seu equilíbrio dentro da água. “Vai ajudar a salvar vidas nos nosso Estado”, finalizou.