Notícias

Projeto Cinoterapia completa um ano de atendimento na Capital

23/10/2018 - Nara Moura/Governo do Tocantins  

Há um ano o Projeto Cinoterapia, ou terapia facilitada por cães (TFC), leva um pouco de alegria e acalento aos pacientes do Hospital Geral de Palmas e Hospital Infantil Público de Palmas. No período de outubro a dezembro de 2017, o projeto foi realizado de forma experimental e de janeiro até outubro de 2018, o projeto atendeu 556 pacientes de forma direta nos dois hospitais, sendo 207 no Infantil e 348 no HGP. 

Em comemoração a esse primeiro ano de atendimentos foi realizado, nesta terça-feira, 23, no auditório do Núcleo de Educação Permanente (NEP) do HGP, evento que contou com a participação de representantes do Corpo de Bombeiros Militar do Tocantins (CBMTO), da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), profissionais dos hospitais e alguns dos animais cadastrado no projeto, com seus respectivos donos.  

“O projeto social é uma contribuição que o Corpo de Bombeiros realiza junto aos internados, é extremamente importante e nós estamos apostando nele. É uma maneira de contribuir para que esse paciente que está acamado e em uma situação de vulnerabilidade, tenha um pouco de alegria, mesmo estando num leito de hospital. Muitas vezes é uma pessoa que está internada há muito tempo e, sequer, recebe visitas”, disse o comandante geral do CBMTO, coronel Reginaldo Leandro da Silva.  

Também presente ao evento, o subsecretário da Sesau, Edgar Tollini, se emocionou contando a história do seu cão e resumiu o significado da Cinoterapia para os internados: “Isso aqui é amor, não tem outro nome. O projeto tem todo o meu respaldo”. 

“A Cinoterapia estimula o trabalho em equipe e o desenvolvimento desse trabalho com os cães une as pessoas, o cão traz esse elo para equipe; tanto do paciente com a sua rede social, porque muitos deles têm um cãozinho em casa, como também o elo entre a equipe, os pacientes e os acompanhantes. Os benefícios vão além dos fatores emocionais, ajudando também na parte física e motora. As reações são sempre positivas e acolhedoras, uma vez que a equipe se sente motivada e estimulada com o trabalho”, explicou Giomara Borges, assistente social e coordenadora do setor de humanização do HGP. 

 

Cinoterapia 

Desenvolvido pelo Corpo de Bombeiros Militar do Tocantins (CBMTO) a Cinoterapia, ou terapia facilitada por cães (TFC), é uma atividade que utiliza o cão como facilitador e tem como objetivo principal auxiliar na reabilitação de pacientes para proporcionar um ambiente hospitalar humanizado, aproximando o paciente do seu cotidiano fora da instituição e reduzir os sintomas de estresse e ansiedade comuns nessa situação, auxiliando no combate a dor e sofrimento físico e emocional. Nos hospitais parceiros, a finalidade é tornar o período de hospitalização mais acolhedor e humanizado. 

Atualmente, o projeto conta a participação de uma média de 10 cães tanto dos próprios bombeiros como os de pessoas voluntárias que disponibilizam seus animais para serem co-terapeutas no tratamento dos internados.  

“O projeto não foi criação nossa, mas é uma criação mundial. No Brasil, ele já acontece desde a década de 50 e iniciou ajudando pessoas com problemas mentais. Aqui no Estado, nós apresentamos o projeto para os hospitais e eles gostaram, daí surgiu essa parceria que traz um pouco de alegria aos pacientes. Os pacientes têm hoje uma outra visão de internação e nós notamos isso com a visita que fazemos e, na espera da próxima visita, por isso foi um ano de muitas marcas positivas na nossa vida que nos tornaram mais humanos”, disse o 2º sargento e responsável pelo projeto, Raphael Ramos Mollo. 

Segundo o sargento, quem quiser ser parceiro do projeto pode entrar em contato com o Corpo de Bombeiros pelo 193.