Notícias

Corpo de Bombeiros celebra 12 anos de emancipação

05/04/2018 - Nara Moura - Governo do Tocantins

A história do Corpo de Bombeiros Militar do Tocantins (CBMTO) é marcada por trabalho, força e determinação. Em 14 de dezembro 1992, foi criada, por meio do Decreto n° 6.676, a 1ª Companhia Independente de Bombeiros (CIBM), ainda como parte da Polícia Militar (PM) do Estado com apenas 62 policiais militares atuando nas áreas de combate a incêndios urbanos e salvamento. No entanto, após 14 anos, em 2006, a Corporação tornou-se independente da PM, através da Lei Complementar Nº 45 de 3 de abril que trata da organização básica do CBMTO.

Dois anos antes, em 2004, a 1ª Companhia, que teve como primeiro comandante o coronel da reserva da PM, Elias José da Silva, foi elevada a Batalhão de Bombeiros Militar (1º BBM), quando também foi criado o quadro específico de Bombeiros Militares. O Batalhão foi instalado efetivamente um ano depois, em 2005, juntamente com suas companhias: 1ª Companhia no antigo Aeroporto; 2ª Companhia em Taquaralto, 3ª em Araguaína e a 4ª em Gurupi.

“A partir dessa data [3 de abril de 2006] o Corpo de Bombeiros teve condições de trabalhar com os seus próprios recursos tendo autonomia para elaborar seus projetos e missões constitucionais e, assim, buscar melhorias para atender de maneira mais eficiente a sociedade. Antes, éramos subordinados à PM, porém as atribuições eram diferentes: a PM com a responsabilidade de proteger a população e o Corpo de Bombeiros com a responsabilidade de salvaguardar vidas e bens”, destacou o subchefe do Estado Maior, tenente-coronel Peterson Queiroz de Ornelas, enfatizando que a corporação ainda tem muito a crescer para buscar a Excelência no atendimento à sociedade tocantinense.

Unidades

Com um efetivo atual de 545 militares, o Corpo de Bombeiros do Tocantins é dividido em três Batalhões - Palmas, Araguaína e Gurupi, e nove companhias sediadas em Palmas, Paraíso do Tocantins, Araguaína, Porto Nacional, Gurupi, Araguatins, Colinas e Dianópolis.

Competência

Segundo a Lei Complementar Nº 45 de 3 de abril de 2006, compete ao Corpo de Bombeiros Militar do Tocantins (CBMTO) entre outras atribuições:

  • o planejamento e execução de ações preventivas, emergenciais ou desocorro, assistenciais e recuperativas no âmbito da defesa civil, devendo dar atendimento pré-hospitalar a vítimas de acidentes e sinistros nos locais em que estiver instalado sem prejuízo de outros sistemas de atendimento federal, estadual e municipal;
  • o estabelecimento de normas relativas à segurança do cidadão e de seu patrimônio contra incêndio e catástrofes ou pânico;
  • a formação e coordenação de brigadas de incêndio;
  • a realização de convênios com órgãos federais, estaduais e municipais para execução;
  •  e também a realização de ações preventivas e relativas à defesa civil.