Notícias

Comandante geral agradece empenho e dedicação dos bombeiros militares no combate aos incêndios florestais

03/10/2019 - Luiz Henrique Machado/Governo do Tocantins

A chegada das chuvas, que deu fim aos constantes incêndios florestais em Palmas e região, trouxe uma trégua também para os militares do Corpo de Bombeiros. Socorro de primeira resposta aos sinistros, a corporação, por causa dos inúmeros focos de queimadas, estava atuando com escala extra, sacrificando descansos e até folgas.

Na manhã desta terça-feira, enquanto a chuva fina caia no 1º Batalhão, o coronel Reginaldo Leandro da Silva, comandante geral do Corpo de Bombeiros e também coordenador Estadual da Defesa Civil, reunia a tropa para agradecer e anunciar o fim da escala extra.

“Estão todos de parabéns. Demos a resposta necessária para amenizar o sofrimento da população com relação às queimadas em nosso estado. Agora, que começou o período chuvoso, nada mais justo que estarmos parabenizando e nos confraternizando com os nossos militares”, disse o coronel.

O comandante geral avaliou o período das queimadas como difícil, exigindo atenção e rigor no cumprimento da escala extra. “Foi um período muito difícil, exaustivo, de grandes incursões em nosso cerrado, que é tão propenso a queimadas. Contudo, por fim, recebemos o reforço do maior brigadista do mundo, que é Deus, que nos apoiou e na hora certa nos mandou a chuva, como frescor para amenizar o sofrimento da nossa população”, completou.

Equipamentos

A estrutura do Corpo de Bombeiros Militar também foi importante no combate aos incêndios florestais. Na lista de opções estão os mais variados equipamentos, que vão dos mais simples, como os abafadores, aos caminhões Auto Bomba Tanque Florestal (ABTFs), importados da Itália. Além de dezenas de bombas costais, sopradores, e outros.

“E temos também nossos bombeiros militares capacitados, garantindo o bom combate com a eficiência de cada equipamento”, destaca o coronel Leandro, enfatizando a recente entrega realizada pelo governador Mauro Carlesse.

“Com isso, pudemos enviar um dos caminhões importados para o Jalapão, onde instalamos um Posto Avançado, e por aqui, com os demais, mantivemos bem equipadas equipes para dar a rápida resposta à sociedade”, disse o comandante, informando que “estamos de “sobreaviso” para este mês, e, caso haja algum foco, voltaremos a atuar como nos combates mais recentes”.