Notícias

Força e estratégia marcam e definem campeões do Bombeiro de Aço

26/08/2019 - Luiz Henrique Machado/Governo do Tocantins

O sábado, 24, foi de competição pesada entre os inscritos na 9ª edição do Bombeiro de Aço, realizada no Parque Cesamar, em Palmas. A disputa dos títulos nas várias categorias exigiu de cada participante todas as estratégias, força e fôlego definidos nos treinos ao longo dos últimos meses de preparação. O circuito pesado extraiu tudo que cada um tinha e revelou os mais preparados.

A organização elogiou os resultados, visto que o tempo dos competidores desta edição baixou no comparativo com o do ano passado. "A avaliação é positiva bem no sentido restrito da palavra, pois o nível da competição foi muito alto e a gente observou que o tempo entre os campeões deste ano, em relação ao ano passado, caiu quase 10 segundos. E isso é importante, pois mostra que os bombeiros militares estão treinando e elevando o nível", disse major Alex Matos Fernandes, coordenador do evento.

A realização era do Corpo de Bombeiros Militar e durante todo o dia, diversos cidadãos foram assistir as provas. Alguns até tiveram o privilégio de participar, com direito a toda a vestimenta e aparato usados pelos demais competidores. “É também uma forma de interação com a sociedade, pois assim puderam sentir um pouco da sensação vivida na realidade pelos bombeiros militares em ação”, relata o major Matos.

O coronel Reginaldo Leandro da Silva, comandante do Corpo de Bombeiros, afirmou estar feliz com resultado geral da competição, sobretudo pelo desempenho dos bombeiros militares que representaram a corporação tocantinense. "Sabemos do esforço pessoal de cada um para estar na prova, e os resultados vistos na premiação nos deixa muito satisfeito. E no fundo, aqui também está a revelação da preocupação de cada um com o que se faz no dia a dia, lá nas atividades reais de bombeiros, de salva-vidas”, disse o comandante.

Prova

O Bombeiro de Aço coloca no circuito o que os integrantes da corporação praticam no dia a dia, em situação real. A diferença é que, no evento, vale o menor tempo e a perfeição na execução das provas. Do começo ao fim, exaustão é a palavra que melhor define o ritmo de todos até o último segundo. Começavam subindo uma plataforma de 10 metros, levando uma corda pesada nas costas, e concluíam arrastando um boneco de 75 quilos por 30 metros. Entre essas duas atividades, ainda havia outras quatro que requerendo até o último suspiro.

"A prova é bem complicada. Me sai bem por causa da calma na execução, pois os erros tomam tempo no percurso”, revelou Judah Ben-Hur Medeiros Soares, o campeão da Categoria Geral. Judah é integrante da Companhia Independente de Busca e Salvamento (CIBS), em Palmas, e concluiu a prova com o tempo de 1 minuto, 24 segundo e 54 centésimos. “Os competidores são muito fortes, bons e isso eleva o nível da competição, exige treino constante", completou.

Na categoria feminina, a campeã veio de Corumbá – MS. A sargento Simone Oliveira, do 3º Grupamento do Corpo de Bombeiros Militares. "Vimos para interagir, aprimorar na competição e tivemos êxito. A prova foi cansativa, mas maravilhosa. Graças a Deus consegui, com tempo baixo, dentro do esperado", disse.

Os campeões

Categoria Geral: 1º - Judáh Ben-Hur Medeiros Soares (1min.24seg.54cent.), 2º João de Deus Ferreira da Silva (1min.25seg.54cent.), 3º Gilmar Ferreira de Souza (1min.29seg.98cent.).

Categoria Sênior: 1º - Amós Lima Lucena (1min.32seg.26cent.), 2º - Victor Alves dos Santos (1min.45seg.99cent.), 3º - Joanne Lázaro Facundes (1min.46sec.66cent.).

Master: 1º - Silvano Florentino Lopes (1min.33seg.45cent.), 2º - Cleber José Borges Sobrinho (1min.39seg.22cent.), 3º - Nelson Souza Correia (1min.53seg.41cent.).

Feminino: 1ª - Simone Santos de Oliveira (2min,24seg.39cent.), 2ª - Fernanda Cerqueira Martins (3min.04seg.27cent.), 3ª - Naiane Alves da Silva Menezes (4min.41seg.93cent.).