Notícias

Denunciado por causar incêndio florestal vai parar na Delegacia, por crime ambiental em Paraíso do Tocantins

17/07/2020 - Luiz Henrique Machado/Governo do Tocantins

Na última terça-feira, 14, um homem de 43 anos foi denunciado por crime ambiental após atear fogo à vegetação, na beira da estrada de acesso à cidade de Monte Santo, logo após o depósito da Energisa, em Paraíso do Tocantins. A ação de Márcio Rodrigues Cavalcante, que assumiu a autoria do caso, resultou em mais de 50 mil metros quadrados de área destruída pelas chamas.

Dois bombeiros militares e outros quatro brigadistas municipais atuaram no combate, controlando e debelando o fogo, que poderia ter atingido uma proporção ainda maior. As equipes utilizaram um caminhão de combate a incêndio, abafadores e bombas costais.

Outra pessoa que ajudou a combater o incêndio disse ter visto quem ateou o fogo na vegetação e se colocou à disposição para denunciá-lo.

Tanto a testemunha quanto o acusado foram levados à Central de Atendimento da Polícia Civil, da cidade de Paraíso, onde o Boletim de Ocorrências foi lavrado, relatando Márcio Rodrigues Cavalcante como autor do crime, com base no artigo 41, das Leis dos Crimes Contra o Meio Ambiente em que versa sobre quem provocar incêndio em mata ou floresta, a pena é de reclusão, de dois a quatro anos, e multa. Tudo vai ser apurado.

Peritos estiveram no local destruído. O autor do crime permaneceu detido.